30 de mai de 2010

MAIS DO QUE UM PERFUME


Com base na aromaterapia, indústria de cosmético lança fragrâncias que ajudam a tratar do cansaço à depressão.

MARINA CARUSO- Revista ISTO É - no. 1540.

Gotas de perfume começam a fazer bem não só para a vaidade. Incentivada pelo sucesso da aromaterapia – técnica da medicina alternativa que prevê o tratamento de vários males com a ajuda de aromas diferentes –, a indústria de cosmético está lançando produtos que contêm em sua fórmula fragrâncias irresistíveis e, ao mesmo tempo, terapêuticas. Hoje, é possível encontrar nas prateleiras perfumes que podem auxiliar a combater desde o stress e suas consequências – dores e fadiga, entre elas – até ansiedade, depressão, tristeza, medos e insônia.

O segredo desses perfumes está no uso de essências com eficácia terapêutica comprovada segundo os conhecimentos da aromaterapia. A Clinique, por exemplo, elaborou o Clinique Happy, uma fragrância floral para a mulher. Sua fórmula contém essências cítricas como a laranja e a bergamota, ingredientes que aparecem também no perfume Roberto Capucci (cuja marca tem o mesmo nome), nas versões masculina e feminina. Segundo a aromaterapia, a laranja e a bergamota afastam, respectivamente, a depressão e a ansiedade. Outro lançamento é o Eau Vitamineé, da Biotherm. O perfume é uma água fresca e tonificante, com 37% de essências cítricas naturais (como a laranja e o limão). Como o próprio nome diz, trata-se também de um perfume vitaminado. Ou seja, além dos efeitos terapêuticos das essências cítricas, possui vitamina E, responsável pelo retardamento do processo de envelhecimento das células. Outros componentes bastante usados nos perfumes aromaterápicos são a canela e o cedro, excelentes fixadores naturais que possuem propriedades anti-sépticas e afrodisíacas.

Os efeitos terapêuticos desse tipo de essência têm uma explicação científica. O aroma é absorvido pelas moléculas olfativas, responsáveis pela condução do cheiro da entrada do nariz até o sistema límbico, conjunto de estruturas cerebrais onde são processadas as emoções. "A partir desse contato, é estabelecido um estímulo aromático que desencadeará reações de acordo com as propriedades de cada planta", explica Sandra Spiri, presidente da Associação Brasileira de Aromaterapia (Abraroma). "É possível aumentar a atração e a concentração, bem como ativar áreas que provoquem maior confiança e alegria", completa.

Fã de perfumes, a astróloga Ciça Bueno é uma das que se renderam aos produtos aromaterápicos. Ela costuma usá-los de acordo com o estado de espírito do dia. "O Privé La Perla, por exemplo, é um perfume que eu uso muito à noite, quando quero ficar mais sedutora, mais feminina" explica. Ao fazer essa opção, Ciça acerta em cheio. Privé La Perla possui ylang-ylang, essência reconhecida como excelente afrodisíaco. A astróloga também experimentou o Relaxing Fragrance, da Shiseido, que contém em sua fórmula gardênia e sândalo. Esses componentes proporcionam às mulheres uma sensação de bem-estar físico e mental. "Gostei muito. É uma fragrância diurna e me deixou mais alegre", lembra Ciça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário